Tenho um “engarrastinhador” em casa

O post de hoje é sobre a mais nova conquista do Pedro. Aconteceu de manhã enquanto eu colocava uma ordenzinha na casa e o deixei no tapetinho de atividades. Ele já vinha ensaiando há algum tempo, mas hoje decidiu que mostraria a mamãe mais um show de superação. Pedro começou a se arrastar, um pré engatinhar. Agora ele coloca os bracinhos para frente e puxa o corpinho para frente. (clique para ver)

Isso significa tanto pra mim. Sempre digo que o Pedro é o meu milagre, é a maior prova do amor de Deus por mim. É muito alegre vê-lo conquistando pouco a pouco sua autonomia, suas capacidades motoras, as aptidões de uma criança comum.

Além disso, o Pedro tem contrariado o que muitos profissionais da saúde rotularam como impossível ou pouco provável. Desde o seu nascimento ouvi o quanto era grave seu nascimento prematuro, como era grande a chance de ter sequelas, a constatação de que muito provavelmente o cérebro tinha sido afetado. Grandezas sempre inversamente proporcionais: o mal era sempre agigantado, o bom era sempre apequenado.

Contudo, seguimos confiantes. Por vezes vacilei e quase me deixei levar pela ideia de negatividade porque não é fácil. É uma rotina diária de exercícios, estímulos motores e visuais, que demora a mostrar resultados. Aliás, a mostrar resultados da forma como queremos. Pois, a ansiedade é grande e por nós ele teria andado logo no primeiro mês de fisio. Porém, não é assim. É preciso tempo. É preciso amadurecimento, dele e nosso.

Foi o próprio Pedro o responsável pela nossa insistência. Foi sempre ele que nos mostrou que não podíamos desacreditar. Algo que ele fez desde o seu nascimento quando lutou pela vida mesmo quando a maioria nos dizia “é muito difícil”; “é muito grave”; “é muito complicado”; “é pouco provável”.

Ao sinal do mínimo desânimo ele faz algo para nos mostrar que é capaz de mais: de fazer mais, de evoluir mais, de encher nossos corações com mais alegria e orgulho.

Filho, obrigada por ser assim lindo e ter os olhos mais brilhantes que já tive o prazer de conhecer. Você é o meu milagre, eu me orgulho muito de você. Estou feliz!!

3 comentários sobre “Tenho um “engarrastinhador” em casa

  1. Que lindo Bia, é uma graça como ele vai se deslocando e olha para vc, como se dissesse: Mamãe estou conseguindo, tá vendo?

    Que Deus abençoe. Bjs.

  2. Pingback: O engatinhar | Querido Pedro

Deixe uma resposta para Andreia Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s