0

Carta a Deus

Escrito ao som de Oração ao Tempo – Caetano Veloso

“Querido Deus,

Eu nunca te escrevi. Você me deu um dom que me faz tão feliz, que traz o meu sustento e eu nunca retribuí com uma palavrinha sequer. Desculpe por isso. Eu nunca tinha me dado conta. Espero que ainda esteja em tempo.

Me sinto a vontade para escrever da minha maneira livre e espontânea porque você conhece meu coração melhor do que eu e por isso, sabe que eu gosto de ser direta nas palavras, não deixar nas entrelinhas.

Acontece, Pai, que durante as minhas reflexões natalícias/reveillonísticas me peguei pensando muito em o que eu quero realizar em 2014 (futuro) e nas falhas que cometi em 2013 (passado). Com o passar dos dias comecei a entrar num clima chato, tristonho, que nada tem a haver com essa época do ano em que devemos relembrar o nascimento do seu filho Jesus e sermos gratos por Ele ter dado a vida por todos nós. Maior prova de amor não há, certamente.

Percebi, Pai, que estava sendo egoísta contigo. Estava tendo a atitude que mais me deixa indignada com relação aos humanos. Perdã…Eu sei. Não preciso terminar a palavra porque em seu amor infinito já me perdoou antes mesmo que eu terminasse de escrever.

Eu só queria lhe dizer, e não deixar passar a oportunidade, que sou completamente grata pela minha vida. Por tudo, meu Senhor. Tem dias que me sinto tão cansada que adormeço sem antes fazer uma oração de agradecimento. Contudo, não entenda isso como desleixo, falta de gratidão.

Sou grata pelo meu respirar, caminhar, enxergar. Pela minha linda família. Pelo meu emprego. Pelas pessoas queridas com quem tenho o prazer de desfrutar essa vida. Pela proteção nos trajetos. Pelas conquistas pessoais. Por todas as paisagens que já pude ver. Pelos pequenos presentes que me concede diariamente.

Obrigada Pai, por ser tão generoso comigo. Obrigada por esse amor infindável que não desiste de mim mesmo quando o questiono, cometo meus erros e perco a paciência.

Obrigada meu Senhor pelo presente mais lindo que eu poderia ter recebido. A vida do Pedro é sem dúvida a maior prova desse seu Amor infindável e da sua misericórdia. Me desculpe pela briga que tivemos naquele banheiro de hospital quando ele nasceu. Eu sentia a dor e via as feridas na alma sem compreender que grande aprendizado o Senhor me reservava. O Pedro é maravilhoso, Pai! Que lindos olhos o Senhor escolheu para sorrir para mim!!

Obrigada por ter permitido que eu vivesse dias tão lindos com o homem com quem hoje sou casada. Eles foram tão importantes para mim como o Senhor bem sabe. Com ele aprendo a partilhar, ceder, amar, perdoar, e…..cozinhar! Claro! kkkkkkkkkkkkkk

Obrigada pela natureza tão linda que criou. Fico encantada em frente ao mar, olhando a Lua e as montanhas, percebendo a perfeição dos animais e de toda a sinergia que isso tem.

Obrigada pelos milagres que concede, pelos casais que une, pelas segundas, terceiras, quartas, quintas…chances que nos dá.

Também queria que soubesse que sou feliz por agora te chamar de Pai. Lembra eu não conseguia fazer isso?! Achava estranho quando faziam. Foi preciso tempo para que eu me acostumasse a ser tão íntima de ti. Aconteceu no momento de dor mais difícil que tive até aqui, mas em que Tu me ensinaste a ser melhor. Muito melhor.

Obrigada, Pai. Foi preciso que Tu fosses duro comigo para que eu então entendesse que ser humilde não é apenas tratar os outros como iguais, vai além. É ter certeza do seu amor infinito e confiar. Confiar de olhos fechados mesmo em momentos difíceis. Ter disponibilidade para mudar hábitos. Saber agradecer. É oferecer a outra face em algumas situações. É compreender que ninguém é autossuficiente.

Com todo o meu amor,

                                             filha.”

perfil

Anúncios