0

Te amo, Piriquito!

Filho,

só para você saber…

ontem te peguei no colo quando você já estava adormecido. Te peguei para colocar no berço e fui totalmente paralisada pela sua beleza, serenidade, inocência e confiança em mim. Olhinhos fechados, cílios perfeitos, sembrante de paz.

Fiquei um tempo com você no colo sentada na minha cama. Fiquei te olhando, vendo teus detalhes que eu já sei de cor e salteado. Ainda gastei um tempo sentindo teu calor, sua roupinha levemente úmida pelo verão tropical, cheirei seu cabelo e me senti grata pela tua vida! Grata por ser tua mãe.

Te amo, Piriquito.

Anúncios
0

Tem dia que de noite…

cachorro

22h / 22h30

Ufa! Dormiu. Olha que lindinho. Como ele é fofo. Orgulho de ser mãe de um menino lindo desse.

23h / 0h

(suspiro lonnnnngo) Nossa nem acredito que deitei. Huummm……ZzZzZzZzZzZ

01h

“Buááááááááááá”

Mãe zumbi levanta e vai ver o que é. Deita o filho de novo. Cobre. Explica que está de noite que é hora de dormir.

ZzZzZzZzZzZzZzZzZ

03h40

“Buááááááá…mã mã”. Dedinho apontando para mim.

“Oh, God. Por que? Por que???????? HUNF!”

Mãe zumbi levanta e vai ver o que é. Deita o filho de novo. Cobre. Explica que está de noite que é hora de dormir.

5h20

“Buááááááá…”.

P#%$&*!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! M%¨$#@!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! V!@#$%&!!!!!!!!!, eu penso.

Mãe zumbi levanta e vai ver o que é. Deita o filho de novo. Cobre. Explica que está de noite que é hora de dormir.

6h30

Resmungos impacientes me acordam. Vejo um dedinho indicador apontando a mamadeira.

“Aaaiiiii”, eu sofro em pensamento.

Me levanto, vou até a cozinha, faço o ‘tete’, volto para o quarto. Deito o filho. Cubro. Volto pra cama.

……………….. ………………….. …………………….. …………………………. …………………………….. O.o

“Droga! Ainda tinha meia hora”. Me levanto porque já não consigo mais dormir.

Olho para o berço e avisto um menino embriagado de sono dormindo preguiçosamente

08h30

….palminhas….

“Uiiizzzz”, diz ele apontando para a lustre.

08h31

“Bom dia meu amor! Você dormiu bem? Hhummmmm. Vem cá deixa eu te cheirar.

(fungada no cangote da criança)

Abraço forte. Pego no colo e nem lembro daquelas palavras P#%$&*!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! M%¨$#@!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! V!@#$%&!!!!!!!!!

Fazer o que?!

Ser mãe é…ter perda de memória recente (para sobreviver. E não enlouquecer! rs).

 

0

Pedro insone

5:30 AM

“Abuuuuu”…..”Pfffffffff”…..”Atcheeeee”….

A mãe pensa imóvel na cama: “Filho, dorme. Tá muito cedo. Dorme mais um pouc…”

“Êti”…..”aaaÁÁÁÁh”…”Uhhhhhh”…

5:33 AM

A mãe suspira e olha para o berço. Um bebê feliz abre o maior sorriso enquanto segura na grade do berço e chacoalha tudo.

o.O

A mãe levanta, pega o filho, deita ele na cama ao lado dela e pensa: “Agora ele vai dormir mais um pouquinho”

O bebê vira, passa a mão no rosto da mãe, agita as perninhas, vira para o outro lado e para.

5h37 AM

“Parou. Vai dormir de novo. Que bo…”

“Eti” ….”Abúúúú”…”Mamamama”…

Bebê rola e senta na cama.

“Não, filho. Deita. Está escuro ó tá vendo. Tá na hora de dormir”

5h43 AM

Bebê fica quieto por alguns instantes. A mãe abre o olho com esperança.

“Tetetete”…

Mãe suspira.

“Fica quietinho aí. Vou pegar o tetê e já volto”

A mãe vai até a cozinha andando igual um zumbi, nem acende a luz e prepara a mamadeira. Volta para o quarto onde o filho se diverte tirando as meias.

“Olha, eu trouxe o tetê. Vamos deitar aqui do lado da mamãe.”

5h48 AM

A mãe ajeita o bebê de forma confortável. Cobre. Afofa o travesseiro. Ajuda a segurar a mamadeira com as próprias mãozinhas.

CHUP CHUP CHUP CHUP CHUP CHUP CHUP CHUP!!!!!

6h10 AM

Bebê solta a mamadeira já com os olhinhos fechados.

A mãe suspira de alivio e pensa: “Ai vai dar para dormir mais um pouquinho”.

TIC TAC TIC TAC TIC TAC TIC TAC……

A mãe abre os olhos e olha para o bebê que dorme profundamente. Ela se vira na cama e afofa o travesseiro.

TIC TAC TIC TAC TIC TAC TIC TAC……

A mãe se vira novamente e olha no relógio:  6h30

TIC TAC TIC TAC TIC TAC TIC TAC …..

“Puuffffffff”

6H31: a mãe desiste e levanta.

O.O

garfield_insonia

 

 

 

 

0

Nova categoria: “Pareço boa mãe, mas…”

Olá leitores,

Decidi criar uma nova categoria no blog. Vejam bem…logo eu que ando tão sumida! Mas, sabe o que é…já era uma ideia antiga criar um espaço para falar do lado não tão cor de rosa da maternidade. Porque sim! Nem todos os dias as mães acordam pacientes, bem humoradas, criativas e fofas. Existem outros blogs e perfis no Face que usam esse “tema”. Mas, cá para nós…a frase ficou tão conhecida na Internet que virou “hit materno”.

‘Simbora’? Vamos começar de uma vez?! Tenho certeza que muitas mães vão se identificar! kkkk

“Pareço boa mãe…mas, torço para a soneca da tarde durar duas horas!”

O dia amanheceu nublado ele não queria acordar! Ah, se eu pudesse ficava assim também. Fofo!

O dia amanheceu nublado e ele não queria acordar! Ah, se eu pudesse ficava assim também. Fofo!

0

O meu (não) entretenimento televisivo

garfield_pret_dormir

Hoje o post é bem curtinho, mas é sobre algo que tem assolado minhas noites de entretenimento televisivo. O fato é seguinte: eu durmo. Gente, é encostar no sofá no final do dia e eu desligo. Mas tipo…em cinco minutos, sabe?! Kkkkkkk

Às vezes termino de jantar super empolgada porque está passando alguma coisa legal na TV e penso “Ah, que sorte vou conseguir assistir”. Vou pro sofá toda alegrinha e em 10, 20 minutos no máximo, estou dormindo. E não é um sono qualquer é aquele que os olhos começam a pesar uma tonelada cada e por mais que você se esforce eles simplesmente fecham.

Até uns 15 anos de idade eu e minha irmã sempre tirávamos sarro da minha mãe porque era sentarmos para assistir a um filme e em 15 minutos ela estava dormindo. Riamos, reclamávamos e tirávamos sarro. Minha mãe explicava para mim e para minha irmã que estava muito cansada e, por isso, dormia. Nós bobinhas, do alto do nossos postos de filhas, ríamos e esperávamos a próxima sessão “cinema família” para constatar que, sim, nossa mãe iria dormir nos primeiros 15 minutos de filme.

Mas, como eu sempre digo a maternidade é um eterno cuspir para cima e cair na testa. Então, quem dorme nos primeiros 15 minutos de filme agora sou eu. Amigas mães, também acontece por aí?