0

Tem dia que de noite…

cachorro

22h / 22h30

Ufa! Dormiu. Olha que lindinho. Como ele é fofo. Orgulho de ser mãe de um menino lindo desse.

23h / 0h

(suspiro lonnnnngo) Nossa nem acredito que deitei. Huummm……ZzZzZzZzZzZ

01h

“Buááááááááááá”

Mãe zumbi levanta e vai ver o que é. Deita o filho de novo. Cobre. Explica que está de noite que é hora de dormir.

ZzZzZzZzZzZzZzZzZ

03h40

“Buááááááá…mã mã”. Dedinho apontando para mim.

“Oh, God. Por que? Por que???????? HUNF!”

Mãe zumbi levanta e vai ver o que é. Deita o filho de novo. Cobre. Explica que está de noite que é hora de dormir.

5h20

“Buááááááá…”.

P#%$&*!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! M%¨$#@!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! V!@#$%&!!!!!!!!!, eu penso.

Mãe zumbi levanta e vai ver o que é. Deita o filho de novo. Cobre. Explica que está de noite que é hora de dormir.

6h30

Resmungos impacientes me acordam. Vejo um dedinho indicador apontando a mamadeira.

“Aaaiiiii”, eu sofro em pensamento.

Me levanto, vou até a cozinha, faço o ‘tete’, volto para o quarto. Deito o filho. Cubro. Volto pra cama.

……………….. ………………….. …………………….. …………………………. …………………………….. O.o

“Droga! Ainda tinha meia hora”. Me levanto porque já não consigo mais dormir.

Olho para o berço e avisto um menino embriagado de sono dormindo preguiçosamente

08h30

….palminhas….

“Uiiizzzz”, diz ele apontando para a lustre.

08h31

“Bom dia meu amor! Você dormiu bem? Hhummmmm. Vem cá deixa eu te cheirar.

(fungada no cangote da criança)

Abraço forte. Pego no colo e nem lembro daquelas palavras P#%$&*!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! M%¨$#@!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! V!@#$%&!!!!!!!!!

Fazer o que?!

Ser mãe é…ter perda de memória recente (para sobreviver. E não enlouquecer! rs).

 

Anúncios
0

O meu (não) entretenimento televisivo

garfield_pret_dormir

Hoje o post é bem curtinho, mas é sobre algo que tem assolado minhas noites de entretenimento televisivo. O fato é seguinte: eu durmo. Gente, é encostar no sofá no final do dia e eu desligo. Mas tipo…em cinco minutos, sabe?! Kkkkkkk

Às vezes termino de jantar super empolgada porque está passando alguma coisa legal na TV e penso “Ah, que sorte vou conseguir assistir”. Vou pro sofá toda alegrinha e em 10, 20 minutos no máximo, estou dormindo. E não é um sono qualquer é aquele que os olhos começam a pesar uma tonelada cada e por mais que você se esforce eles simplesmente fecham.

Até uns 15 anos de idade eu e minha irmã sempre tirávamos sarro da minha mãe porque era sentarmos para assistir a um filme e em 15 minutos ela estava dormindo. Riamos, reclamávamos e tirávamos sarro. Minha mãe explicava para mim e para minha irmã que estava muito cansada e, por isso, dormia. Nós bobinhas, do alto do nossos postos de filhas, ríamos e esperávamos a próxima sessão “cinema família” para constatar que, sim, nossa mãe iria dormir nos primeiros 15 minutos de filme.

Mas, como eu sempre digo a maternidade é um eterno cuspir para cima e cair na testa. Então, quem dorme nos primeiros 15 minutos de filme agora sou eu. Amigas mães, também acontece por aí?

0

Mãe não sente preguiça, sente cansaço!

Pode perguntar para qualquer gestante ou mãe: você já fez alguma coisa completamente absurda depois que engravidou/pariu?

Tenho certeza que ela vai responder que sim e ainda vai te contar alguma coisa hilária, maluca, sem noção, engraçadíssima. Daquelas de doer a barriga de tanto rir e que vai te fazer pensar em  seguida “ai meu Deus, to preocupada com a segurança do baby fulaninha/fulaninho”.

Olha é cada uma que eu nem acredito quando leio/escuto. Eu chamo de insanidade gravídica, loucura materna! É fato que acontece alguma coisa com o cérebro feminino durante a gestação e depois dela. Ele fica meio burrinho, com um gigante déficit de atenção e obviamente meio tonto de sono. Durante a gravidez ainda é possível explicar os micos partindo do princípio que a culpa é dos hormônios. Mas, como explicar as insanidades no pós-parto?

Eu tenho uma convicção: os grandes vilões do pós-parto são com certeza o cansaço, a privação de sono, as mil e umas coisas para fazer num único dia. Lendo um post de outro blog (que aliás eu adoro) sobre essas insanidades maternas comecei a fazer minha listinha. Eu já…

  • ·         Saí com a blusa do avesso para trabalhar. Fiz todo o trajeto, entrei no prédio e só fui me dar conta do erro quando fui ao banheiro e me olhei no espelho. O bom é que você fica com vergonha, mas está lá sozinha para poder rir de si mesma
  • ·         Já tentei passar o Bilhete Único para SAIR do metrô
  • ·         Me arrumei toda para sair, peguei o Pedro, a malinha, a minha bolsa, o bebê conforto e quando chego na garagem me dou conta de que estava de chinelo. Tive que voltar tudo para colocar um sapato
  • ·         Guardei o azeite na geladeira. Estava cozinhando e precisava do tempero. Procurei no armário: nada. Procurei em outros locais: nada. Quando não tinha mais onde procurar abri a geladeira e TCHARÃ
  • ·         Já fiquei assustada ao olhar no tapetinho de atividades e não encontrá-lo. Suei frio de preocupação…daí lembrei que tinha colocado ele no berço. TÓIM!
  • ·         Outro dia tranquei a porta e esqueci a chave lá pendurada. Só me dei conta quando voltei para casa após deixá-lo na avó e revirei a bolsa tentando encontrá-la. Olhei para frente e lá estava ela penduradinha, fofinha me esperando (essa me preocupou)
  • ·         Já desci na garagem errada. Já tentei abrir a porta do apartamento de um andar que não era o meu…
  • ·         A mais recente foi jogar a bucha de lavar louça no lixo. A pessoa aqui lavou uma parte da louça e depois enxaguou. Faltavam mais dois potinhos e…”cadê a bucha?”. Minuto depois abro a tampa do lixinho da pia e lá estava ela: úmida, abandonada, desolada a amarelinha kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Eu não sei você, mas se eu fico sem dormir HÁ HÁ HÁ HÁ fico com a cara do fracasso! Fora a enorme falta de atenção e a incapacidade para lembrar palavras e organizar um diálogo coerente.  Minha mãe gosta de falar para os outros que quando eu estou com sono é melhor me deixar dormir se não quiser ser atropelado pelo meu mau humor.

Nem dá para comparar o cansaço que sinto hoje com o dos primeiros meses do Pedro em casa. O início é muito mais difícil por conta da amamentação na madrugada e das cólicas que te fazem acordar várias vezes durante o período em que você deveria estar descansando. Enquanto todos dormem você não dorme e enquanto todos trabalham você trabalha também…só que em casa. Enquanto o bebê dorme há uma casa para ser cuidada, um corpo (o seu, olhe só!) para ser alimentado e limpo. Então, enquanto o bebê dorme nós mães damos conta de todo o resto.

E com o retorno da licença maternidade você passa a ter dupla jornada. Por isso digo que depois de se tornar mãe não existe mais preguiça…é cansaço mesmo!! Preguiça é artigo de luxo para aqueles que podem escolher não fazer algo. Com mãe não tem essa. Você tem um mini ser dependendo de você para comer, dormir, tomar banho, beber água/leite/suco, se entreter…

Por isso, eu digo: nunca diga para uma mãe que ela está com preguiça. Ela está cansada isso sim! E, ah…ajudem as mamães e protejam os bebês! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

sono