0

Andou!

Eu pensei que quando o dia chegasse eu teria um livro para falar. Mas, eu só quero contar para vocês que ele ANDOU! ANDOUUUUUU.

24 de setembro de 2015. Aos 2 anos 11 meses e 10 dias, Pedro deu seus primeiros passos sem auxílio. Eu filmei, eu festejei, eu gritei, eu chorei e agradeci. Agradeci muito.

Primeiro agradeci à Deus por mais uma prova de amor e por sua infinita sabedoria. Depois fechei os olhos que estavam gordos de lágrimas e me joguei no sofá. Um misto de alegria e perplexidade me deixaram sem palavras.

Depois abri os olhos e fiquei olhando aquela carinha que é tão amada por mim e que continuou a brincar no ipad como se o seu ato tivesse sido corriqueiro. Aquele rostinho redondo, de boquinha bem-feita e cílios compridos ficou brincando enquanto eu sentia a serenidade e a alegria que só a gratidão nos proporciona.

E como se não bastasse a gratidão, eu senti orgulho. Orgulho por ter a oportunidade de conviver com o Pedro: um ser tão iluminado e persistente que, desde os primeiros momentos de vida, me surpreende e me ensina sobre amor, esperança, resiliência e doação. Orgulho dele. Orgulho da nossa parceria de vida.

Obrigada, Pedro! E parabéns, filho. O mundo é grande e lindo e você tem muito para andar.

Anúncios
0

Diálogo amoroso

Eu: – Te amo!

Pedro: – Ti amu!

Derreti. Quase desmaiei de amor. Então pensei: será que ele entendeu?

Eu: – Te amo!

Pedro: – Por favor!

smile-please

HAHAHAHAHAHAHAAHAHAHAHAHAHAHA!!

 

………………………………………………………………………………………………………………………………………………

Pensando bem…você tem toda razão, filho. É disso que o mundo tá precisando: “mais amor, por favor!”

0

Escrever é…

Escrever para mim é profissão! É atividade humana mais do que necessária e um privilégio para uma pequena parte da população mundial. É terapia para quem tem muitos pensamentos também! Mas, ultimamente, escrever tem sido uma nova forma de motivação e fonte de felicidade para mim!

Semana passada eu fui dar uma olhada nas estatísticas do blog e tive uma surpresa pra lá de boa. Vi o mapa de visualizações todo colorido mostrando os países que acessaram o Querido Pedro: EUA, Reino Unido, Japão. Pensei “Poxa, olha que demais a história do Pedro se espalhando pelo mundo!! Minhas tão singelas linhas sendo lidas em outros países”.

Claro, o que facilita muito é que tenho amigos espalhados pelo mundo todo! E o Facebook nos permite manter a conexão apesar dos milhares de quilômetros. Mas, com mais cuidado e curiosidade fui detalhando as estatísticas e….CARAMMMMMMMMBA: Dinamarca, Portugal, México, Argentina, Uruguai, Canadá, Suiça, Israel ,Egito, Namíbia…

“Peraí: não tenho amigo em todos esses lugares.”

mapa

A qualidade está ruim porque é foto do monitor do PC. Mas, vocês perdoam, né? rs

(Esse post acaba aqui por pura euforia e gratidão da autora) Thanks!!!!!!!!! I’m so glad!!!!!

0

Te amo, Piriquito!

Filho,

só para você saber…

ontem te peguei no colo quando você já estava adormecido. Te peguei para colocar no berço e fui totalmente paralisada pela sua beleza, serenidade, inocência e confiança em mim. Olhinhos fechados, cílios perfeitos, sembrante de paz.

Fiquei um tempo com você no colo sentada na minha cama. Fiquei te olhando, vendo teus detalhes que eu já sei de cor e salteado. Ainda gastei um tempo sentindo teu calor, sua roupinha levemente úmida pelo verão tropical, cheirei seu cabelo e me senti grata pela tua vida! Grata por ser tua mãe.

Te amo, Piriquito.

0

Dicionário do Pedro – 2 anos e 2 meses

Abí ou Abiú = abrir ou abriu

Chou = fechou

Bíí = subir

Bôô = acabou ou desligou

Caííu – caiu

Tau = tchau

Aquíí = aqui

Papaíí ou paíí = pai

Êça = cabeça

Pé = pé

Uixx = luz

Au Au = cachorro

Uke = Luke, cachorrinho da fisio

Cá ou caô = carro

ÍÍtzaa = pizza

Peppa = a porquinha mais famosa do momento! rs

Coqui = Doki, desenho da Discovery Kids

Gaíínha = galinha. Raro ele falar, mas sai de vez enquando.

Fusca = fusca

Dinca = dinda

Tiu = tio

Ôô = vô

Pi = Fellipe (irmão)

Tete = mamadeira

Algo parecido com “igada” = obrigada.

Záá = já

Quinco = cinco

Dai = dez

Zuul = azul

2

Fizemos aniversário!

cupcake

Em junho o ‘Querido Pedro’ fez um ano e eu esqueci de comentar por aqui. Que desalmada essa autora que vos escreve!!! rs

Em 07/06/13 eu comecei esse blog de maneira tímida e sem qualquer intenção de ser lida por tantas pessoas. O primeiro post que publiquei foi esse aqui sobre o preconceito e as mães solteiras. Curiosamente, esse é o segundo texto que mais recebe acessos durante a semana, sabiam? Isso me mostra que o assunto é de interesse de muitas mulheres e que, provavelmente, muitas ainda devam sofrer com esse estigma que minimiza a responsabilidade da parte masculina na gravidez + criação.

E vocês vão me perguntar: Mas, Bia, e qual é o post mais acessado? Depende. Se estivermos falando daquele que ainda hoje é acessado mais vezes durante a semana é o “Pressentimento, simpatia, sonho premonitório”. Mas, os que tiveram mais acessos durante esse primeiro ano foram “A rotina do hospital e as amigas que ganhei” e “A última batatinha do saco! Sobre conquistas e orgulho de mim mesma”.

Olhando os números do painel de controle do blog eu penso que o Pedro deve ser realmente muito querido. Pois, vejo como as pessoas gostam de saber sobre as conquistas dele, as novas palavrinhas, os aprendizados. Além disso, me espanta e alegra perceber que vocês continuam lendo o blog mesmo ele sendo tão pessoal com escritos basicamente sobre a infância do meu filho e dos meus desafios perante a maternidade.

De vez enquando recebo e-mail de pessoas que nem nos conhecem, mas se identificam com o histórico de prematuridade ou com o tema daquele post e deixam sua opinião. É muito gratificante essa troca e o feedback de leitura. Para mim o ‘Querido Pedro’ deixou de ser apenas um diário e um espaço onde eu desabafo sobre o lado B da maternidade.

Gosto de vir aqui entreter, divertir, refletir, emocionar (por que não?) vocês. Nesse meio tempo já fomos matéria no Terra e compartilhados dezenas de vezes em páginas do Facebook. Por isso, quero dizer: Obrigada!

Top 10 desse 1º ano!

1 – O mundo não está tão moderninho: mãe solteira ainda sofre preconceito

2 – Ser mãe é…

3 – Irmão…uma das coisas boas da vida

4 – Obrigada Tia T.

5 – Sobre tabefe gratuito e perigos que a gente nem imagina

6 – Colo, dar ou não dar. Eis a questão

7 –  A dois dias de completar um ano: o relato de parto

8 – Afinal, hoje é sexta! Yeah!

9 – Mãe da minha mãe. Minha avó. Bisavó do Pedro

10 – O primeiro ano de vida

 Extras: 770 gramasA primeira vez que te vi; A mamãe e o Queen